A Prefeitura de Cajamar, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde e SUCEN (Superintendência de Controle de Endemias), realizou um trabalho para identificar se no município há o mosquito transmissor da doença leishmaniose.

Os agentes fizeram o reconhecimento da área, para identificar os mosquitos, percorrendo os locais considerados o seu habitat, em particular as áreas rurais do município.

As armadilhas estão sendo montadas em pontos estratégicos na tentativa de captura-los. E é composta por lâmpada, ventilador e um pequeno exaustor. O Objetivo da armadilha é atrair pela luz da lâmpada e em seguida o exaustor irá suga-los, após recolhido e levado a SUCEN para serem identificados.

“Estamos fazendo um monitoramento em conjunto com a SUCEN para a captura de mosquitos, com isso iremos identificar se em nosso município, tem a presença do Mosquito Palha, principal transmissor da doença leishmaniose. O trabalho será realizado em quatro semanas”, – informou Cristiano dos Reis Rodrigues, Gerente de Zoonoses.

Sobre a Leishmaniose

A Leishmaniose Visceral é uma doença infecciosa sistêmica, caracterizada por febre de longa duração, aumento do fígado e baço, perda de peso, fraqueza, redução da força muscular, anemia e outras manifestações. Pessoas residentes em áreas onde ocorrem casos de Leishmaniose Visceral, ao apresentarem esses sintomas, devem procurar o serviço de saúde mais próximo o quanto antes, pois o diagnóstico e o tratamento precoce evitam o agravamento da doença, que pode ser fatal se não for tratada.


Leishmaniose Visceral é uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico e, se não tratada, pode levar a óbito até 90% dos casos. É transmitida ao homem pela picada de fêmeas do inseto vetor infectado. No ambiente urbano, os cães são a principal fonte de infecção para o vetor.

O que é Leishmaniose Tegumentar (LT)?
A Leishmaniose Tegumentar é uma doença infecciosa, não contagiosa, que provoca úlceras na pele e mucosas. A doença é causada por protozoários do gênero Leishmania. No Brasil, há sete espécies de leishmanias envolvidas na ocorrência de casos de LT. As mais importantes são: Leishmania (Leishmania) amazonensis, L. (Viannia) guyanensis e L.(V.) braziliensis. A doença é transmitida ao ser humano pela picada das fêmeas de flebotomíneos (espécie de mosca) infectadas.

Os insetos pertencentes à ordem Diptera, família Psychodidae, subfamília Phlebotominae, gênero Lutzomyia, conhecidos popularmente, dependendo da localização geográfica, como mosquito palha, tatuquira e birigui, são os principais vetores da Leishmaniose Tegumentar.



COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.