- publicidade -  

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou, na sessão desta terça-feira (06), o mandato da prefeita e da vice-prefeita de Cajamar. De acordo com a decisão dos ministros, o presidente da Câmara Municipal deve assumir a administração da cidade até a realização de uma nova eleição.

A prefeita Paula Ribas (PSB) e a vice-prefeita Dalete de Oliveira (PCdoB) foram cassadas por fazer uso da máquina pública em benefício da própria candidatura. O TSE entendeu que elas praticaram ações em benefício da coligação encabeçada pela prefeita afastada nas eleições do ano retrasado (2016).

Como o processo foi julgado em última instância, a sentença determinou a inelegibilidade de Paula e Dalete por oito anos, além da realização de novas eleições na cidade, para os cargos de prefeito e vice-prefeito. O presidente da Câmara de Cajamar, Eurico Missé (DEM), assume a prefeitura até a realização da nova eleição.

O processo que cassou o registro de candidatura de Paula Ribas e Dalete Oliveira foram representados pelo escritório Lima Advogados (Edmilson Pereira Lima e Denis Pereira Lima).

Houve unanimidade dos ministros. Todos acompanharam o voto relator Admar Gonzaga, que optou em cassar Paula Ribas e Dalete.

VEJA O JULGAMENTO DO PROCESSO:


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.