O motorista do “cavalo trator”, identificado como Vitor Rodrigues Vieira da Silva, de 40 anos, que provocou um acidente e deixou uma pessoa ferida na noite deste sábado (21) no bairro Maria Luíza, em Cajamar, não tinha carteira de habitação da categoria adequada para o veículo do porte que conduzia. O motorista era habilitado na categoria AB, que permite a condução de motocicletas e veículos de carga com capacidade máxima de 3,5 toneladas.

O acidente aconteceu por volta das 23h, na Rua Anápolis, no bairro Maria Luíza, e deixou uma mulher ferida. O motorista do caminhão foi preso pela Guarda Municipal, e encaminhado ao Hospital Regional no Polvilho. Vitor alegou que estava no local com o filho e, ao sair, jogaram uma pedra no caminhão quando perdeu o controle do veículo e bateu. Ele disse que não ingeriu bebida alcoólica.

- publicidade -  

Indignados com a situação, moradores e pedestres tentaram bater no motorista quando a Guarda Civil Municipal chegou no local. Ele se apresentou como autor do dano e lesão na mulher mas também alegou que foi linchado e por isso seria uma “vítima”.

Dentro do veículo, um “Cavalo Trator Scania” de placa BXF-8562, de Piracicaba, estava o motorista, seu filho de 8 anos e um passageiro, que, segundo a Guarda Municipal, deu um tiro de arma de fogo e fugiu.

A vítima foi a dona do trailer instalado próximo do local do acidente, Albenice Duarte, de 49 anos, que foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e passa bem, mas segue internada no Hospital São Vicente, em Jundiaí, e pode passar por uma cirurgia no quadril devido as fortes dores.

Vitor Rodrigues mora na Vila Formosa, em São Paulo. O veículo foi apreendido e encaminhado ao pátio.

  • Atualizado às 16h36.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.

- publicidade -