- publicidade -  

A escola de educação básica “Arnaldo Correia da Silveira” localizada no bairro Ponunduva, em Cajamar, foi extinta pela atual prefeita interina de Cajamar, Dalete de Oliveira (PCdoB). A interdição da escola foi feita em setembro de 2015 e fechada no último dia 09.

A chefe do executivo resolver fechar a instituição de ensino ao invés de reformar. Sua decisão causou manifestações negativas, como a do Presidente da Câmara Municipal de Cajamar, Eurico Missé (DEMOCRATAS) onde comentou em sua rede social que “além de não nos atender os requerimentos ela fechou uma escola histórica, que já foi igreja, centro comunitário e faz parte da nossa história”, diz. 

- publicidade -  

Segundo dados obtidos pela Câmara, entre janeiro e fevereiro deste ano constam pagamentos de mais de R$ 3,5 milhões para reformas nas escolas. O legislativo também efetuou a devolução de quase R$ 4 milhões para o término de várias obras que estão paradas.

Em nota, a Prefeitura informou que a escola estava interditada e já não funcionava desde setembro de 2015, devido as condições precárias do prédio. “A medida de extinção da escola (decreto 5825/2018) foi necessária para regularizar a situação funcional junto aos órgãos estaduais (SEE) e federais (MEC).”

A administração afirma, ainda, que “um laudo técnico confirmou que o prédio não terá condições de ser recuperado e a reforma não resolveria as condições da estrutura.”

“Todos os alunos que antes estudavam na EMEB Arnaldo Correia da Silveira estão alocados na EMEB Demétrio Rodrigues Pontes, que comparta o atendimento ao ensino fundamental I e II, e a transferência de unidade não causou defasagem de vagas no bairro”, diz.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.

- publicidade -