Com duas horas de leitura, na noite desta quarta-feira (09), durante sessão ordinária na Câmara Municipal de Cajamar, os vereadores aceitaram outra denúncia contra a prefeita interina Dalete de Oliveira (PCdoB). Ausência de publicidade dos atos administrativos, quebra de ordem cronológica de pagamento e desatendimento da lei orçamentária foram os motivos para a abertura do processo de impeachment.

Todos os vereadores foram favoráveis pela abertura do processo e uma CP (Comissão Processante) foi aberta. Os parlamentares eleitos para fazer parte da comissão foram: Adriano Tica (PSDB), Fabiano Galvão (PCdoB) e Fábio Pontes (PSB), que vão analisar a denúncia 911/2018.

- publicidade -  

Veja como foi dividido a comissão:

  • Presidente: Fabiano Galvão
  • Relator: Adriano Tica
  • Membro: Fábio Pontes

No plenário, diversos moradores se manifestaram pedindo impeachment de Dalete que já tem um processo aberto na Câmara, três condenações de cassação de mandato na primeira e uma em segunda instância na Justiça Eleitoral, mas continua no cargo sob liminar do TSE.

Outro processo está em andamento na Câmara Municipal contra a atual prefeita. Neste, a chefe do executivo é acusada de não responder as perguntas e requerimentos de informação feitos pelos vereadores.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.

- publicidade -