Uma piscina suja e com água verde na escola Estadual Walter Ribas de Andrade, distrito de Jordanésia, preocupa alunos e moradores da região. Além da sujeira, a piscina pode ser um possível criadouro do mosquito da dengue.

Segundo os moradores, há um mês a água da piscina está totalmente verde. Os alunos passam diariamente ao lado do local, que é cercado, mas não existe nenhuma proteção cobrindo a água.

- publicidade -  

No estacionamento da escola o mato alto também é um problema. A altura do mato fica próximo da cerca da piscina.

Não é a primeira vez

 

O problema da falta de limpeza e manutenção na piscina da escola vem de muito tempo. Em janeiro de 2016, o Diário Cajamarense realizou uma reportagem sobre acumulo de água e sobre a falta de limpeza no local.

Entramos em contato com a escola onde a ligação foi encaminhada para a coordenação, mas ninguém atendeu. A Departamento de Vigilância em Saúde emitiu uma nota sobre a situação da escola. Veja abaixo.

O Departamento de Vigilância em Saúde, através da Divisão de Zoonoses, vem a publico informar, que, referente a denuncia sobre Foco de dengue, na Escola Estadual Prof. WALTER RIBAS, cabe os seguintes esclarecimentos:

  1. Por vários anos, tem sido feitas vistorias constantes, dos agentes de zoonoses, em relação a referida piscina.
  2. Em todas elas, não tem sido encontrado focos ou presença de larvas de Aedes Aegypti.
  3. O tratamento da piscina, é feito por funcionários da escola, com Cloro. A água não fica cristalina, pelo fato de não colocação de algicida, mas sem larvas devido o Cloro.
  4. Em anos anteriores, foi notificado a Diretoria Regional de Ensino, em Caieiras, que informou desconhecer a presença de piscina, na área da escola, pois conforme informações, foi uma doação de uma empresa.
  5. As atividades de controle das Arboviroses, tem sido feitas com louvor, pelos profissionais da Divisão de Zoonoses.
  6. No mês de Março, encerramos o primeiro, dos 4 ciclos de ADL, propostos pelo MS e SUCEN, com índices de infestação extremamente baixos no municipio, considerados leves.
  7. Além destas informações, convém informar, que no ano de 2017, não tivemos casos de positividade em nenhuma das Arboviroses( Dengue, Chikungunya, Zika e Febre Amarela), em Cajamar.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.

- publicidade -