Sítio Agar fez apelo nas redes sociais por falta de dinheiro (Foto: Reprodução)

Mesmo depois de 24 anos de história no município ajudando milhares de pessoas com HIV, idosos e aquelas afastadas de suas famílias, o Sítio Agar, localizado em Cajamar, corre o risco de fechar as portas por faltas de recursos.

As verbas que entravam mensalmente não estão sendo suficientes para arcar com as despesas das quatro casas, sendo três (chamadas de Agar) para crianças com HIV e uma para aquelas afastadas de suas famílias (Casa de Ismael), além da Casa Louisa para idosos.

O dinheiro prometido que não chegou perto de R$ 300 mil só neste ano e um dos convênios do Governo Federal não foi pago desde janeiro e o outro não foi renovado desde agosto. A entidade está se mantendo com as pequenas doações e apoio dos 14 funcionários. 

As crianças do Sítio Agar estudam, se divertem e recebem os cuidados médicos que necessitam para ter uma vida normal.

Além disto, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) não fez a abertura do edital sendo impossibilitados de solicitar verbas este ano.

“No momento estamos pagando com recursos próprios de 14 funcionários e as doações em dinheiro não chegam neste valor. Temos que reduzir o número de funcionários, rever a posição da equipe técnica e fechar uma casa de atendimento para as crianças e adolescentes”, disse o fundador e presidente da casa, Frei Antônio.

Mesmo na crise, os responsáveis do Sítio Agar disseram que estão bem servidos em alimentação, produtos de limpeza e outras doações em espécie, mas pedem a colaboração dos que podem ajudar para que a entidade não feche as portas.

O problema é dinheiro

Frei Antônio agradece a todos os doadores e pede que continuem com as doações, mas o problema mesmo é o dinheiro.

“Tem várias possibilidades deferentes para depositar doações em dinheiro. No site do sitio www.sitioagar.com.br tem todos os dados. Também pode entrar em contato conosco através do telefone 011-4448-1243 ou 011-4448-2524″.

Veja o apelo feito pelo Sítio Agar nas redes sociais:


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.