Amorte de três pessoas no último sábado (20) em uma casa no bairro do Jardim Adelaide, chocou os moradores de Cajamar. Os corpos de Fernando Santos da Silva, de 32 anos, Edna Aparecida Santos da Silva, de 35 anos e da adolescente Rayssa Mayara Santos Martin, de 13 anos, foram encontrados com ferimentos na cabeça provocados por arma de fogo.

Edna Aparecida Santos da Silva, de 35 anos, foi assassinada pelo marido – Foto: Reprodução/Facebook

De acordo com informações apuradas pelo Portal Diário Cajamarense, a perícia realizada pela Polícia Civil concluiu que Fernando Santos cometeu um duplo homicídio seguido de suicídio. Os motivos da morte serão apuradas através de investigação.

Edna Aparecida Santos da Silva, de 35 anos e a filha Rayssa Mayara Santos Martin, de 13 anos assassinadas no último sábado (20) – Foto: Reprodução/Facebook

Segundo a Guarda Municipal, que atendeu à ocorrência, o casal tinha outras três filhas junto, a mais nova de um ano. Depois do crime, Fernando Santos teria enviado uma mensagem de áudio para a mãe contando o que havia feito.

A jovem havia revelado às amigas que a relação com o padrasto não era boa e que tinha medo dele.

Peritos recolheram o revólver usado no crime. Segundo familiares e amigos, as brigas entre o casal já aconteciam há muito tempo. No momento do crime as três filhas do casal estavam em uma festa na casa de parentes.

Edna trabalhava em uma gráfica. O marido estava desempregado. O caso foi registrado na Delegacia de Cajamar.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.