- publicidade -  

Artur Nogueira, Campinas, Monte Mor e Paulínia decretaram nesta segunda-feira (6) estado de atenção por conta das chuvas. Segundo a Defesa Civil, as quatro cidades da região metropolitana de Campinas (RMC) receberam um alto volume de chuvas em 72 horas.

A cidade que registrou o maior índice de chuva foi Campinas com 155,9. Artur Nogueira acumulou 83,5 mm; Monte Mor, 81 mm e Paulínia teve 89,5 mm. De acordo com o Centro de Pesquisas Meteorológicas da Unicamp (Cepagri), a média para o mês de março em Campinas é de 162,3 milímetros de precipitação.

- publicidade -  

Para a Defesa Civil, novas chuvas nessas cidades aumentam o risco de deslizamentos de terras e queda de árvores. Para a meteorologista do Cepagri, Ana Ávila, o clima deve começar a ficar estável a partir de quarta-feira. “A previsão para hoje é chuvas fracas e isoladas. Com temperatura máxima de 28ºC e mínima de 19ºC. Já para a quarta-feira, a nebulosidade deve acabar e é aguardado o retorno do sol. As temperaturas devem subir para máxima de 30ºC”, estima.

Em Campinas, segundo a Prefeitura, o temporal de domingo provocou alagamentos no Conjunto Habitacional Parque Itajaí, Parque Valença 1, Jardim Nova Mercedes e Jardim Sulamérica. Houve ainda uma erosão na Rua Stênio Monteiro de Carvalho e Silva, no Jardim Santa Lúcia. Na região, o forte temporal causou alagamento também em Paulínia. A ponte que liga a cidade a Sumaré, ficou alagada após um córrego transbordar. Não foi registrado nenhuma vitima.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.