A coligação “Uma Aliança de Vitória por Cajamar” que teve Paula Ribas (PSB) como candidata a prefeita e Dalete de Oliveira (PCdoB) como vice, pediu a cassação do diploma do vereador suplente Alexandre Lima (PEN), sob alegação de captação ou gasto ilícito de recursos financeiros durante sua campanha eleitoral.

Através de seus advogados, Lima terá que apresentar sua defesa em cinco dias. A notificação deverá ser feita pessoalmente. A equipe jurídica da campanha afirmou que estão avaliando o pedido de cassação e ainda não podem emitir nenhum parecer sobre o assunto.

De acordo com o que consta no processo, ele é acusado de gastos ilícitos ou captação de recursos financeiros durante sua campanha eleitoral. As eleições ocorreu no dia 02 de outubro no município e durou 45 dias.

Alexandre Lima obteve 645 votos válidos nas eleições municipais de 2016 e foi eleito o primeiro suplente dos vereadores Eurico Missé (DEM) e Neizão (PROS) da coligação “União e Compromisso”.

Veja o processo na integra clicando AQUI


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.