Movimentação no cenário político em Cajamar é enorme; na foto, vemos o pré-candidato Danilo Joan em um encontro partidário no Free Ball, em Jordanésia.

Com menos dias de propaganda eleitoral e gastos limitados em relação ao processo eleitoral de 2012, os pré-candidatos e os partidos movimentam o cenário político em Cajamar em ritmo de pré-campanha.

O calendário eleitoral permite a campanha nas ruas a partir de 16 de agosto, porém, a proximidade das convenções partidárias, a partir do dia 24 de julho, leva as lideranças políticas a fazerem o corpo a corpo com os partidos em busca de coligações.

Na Câmara Municipal, todos os 15 vereadores já confirmaram serem pré-candidatos à reeleição. Já a cadeira de prefeito é disputada por pelo menos três pré-candidatos, entre eles, a própria Paula Ribas (PSB), onde assumiu o pleito após a cassação do ex-prefeito Daniel Fonseca, em 2014.

O Executivo de Cajamar, com 71,8 mil habitantes, é desejado também pelo PSD, através do empresário Danilo Joan, e pelo PHS, do jornalista Tunico Azevedo.

A depender da confirmação dos nomes nas convenções, e do registro na Justiça Eleitoral, até o dia 15 de agosto, os candidatos terão apenas 45 dias para conquistar os eleitores, contra 90 dias da campanha de 2012, e um menor tempo de horário político, que passou de 45 dias para apenas 35 dias.

Os gastos de campanha terão tetos, diferente da campanha anterior. Candidatos a prefeito em Cajamar poderão gastar no máximo R$ 402,8 mil na conquista do eleitor, enquanto os candidatos a vereadores poderão gastar até R$ 47,5 mil na propaganda eleitoral.

Redes Sociais

O pré-candidato mais atuante nas redes sociais é o Danilo Joan, que disputará as eleições pelo Partido Socialista Democrático (PSD). O jovem aderiu as redes sociais para divulgar os encontros do partido, além das visitas que são realizadas pela cidade.

A atual prefeita Paula Ribas, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), até o momento não optou em se relacionar pelas redes sociais.

Tunico Azevedo, pré-candidato pelo PSDC, vem utilizando a plataforma para divulgar seus encontros junto ao seu eleitorado.

Eleições em Cajamar

1 zona eleitoral
52.326 mil eleitores
15 vagas na Câmara Municipal
R$ 402.887,36 é o teto da campanha para prefeito
R$ 47.054,56 é o teto da campanha para vereador

Tome nota

20 de julho

Conforme a Lei 9.504, as convenções partidárias podem ser feitas entre 20 de julho e 5 de agosto. Os filiados escolhem os candidatos a prefeito, vice e a vereadores. Apesar de as definições ficarem para o período, muitas legendas já costuram os acordos para chegar à convenção prontas para as escolhas.

15 de agosto

Encerradas as convenções, os candidatos escolhidos pelos partidos têm até dia 15 de agosto, às 19h, para se apresentarem no Cartório Eleitoral e requererem o registro da candidatura a prefeito, vice e vereador. Este também é o prazo final para o Tribunal de Contas apresentar a relação de inelegíveis.

16 de agosto

É dado início à propaganda eleitoral. Os candidatos podem usar alto-falantes, amplificadores de som e caminhões de som das 8h às 22h, além de fazer comícios das 8h às 24h. Os candidatos também podem distribuir santinhos, fazer caminhadas e carreatas. A campanha vai até as 22h do dia 1° de outubro.

26 de agosto

Começa a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. O horário político se estende até o dia 29 de setembro, ou seja, três dias antes do primeiro turno. Como a campanha é mais curta neste ano, os candidatos e partidos vão apostar todas as suas fichas no aproveitamento do tempo de tevê e rádio.

17 de setembro

A partir desta data nenhum candidato poderá ser preso, apenas em flagrante delito, para garantir o processo eleitoral. Já a partir do dia 27 de setembro – cinco dias antes das eleições – nenhum eleitor poderá ser preso, a menos que seja pego em flagrante ou após sentença judicial por crime inafiançável.

2 de outubro

É o primeiro turno das eleições. Das 8h às 17h, todos os brasileiros vão às urnas escolher prefeitos, vices e vereadores. Caso a decisão vá para o segundo turno, a campanha é liberada e o horário político retorna no dia 15 de outubro. O segundo turno, para escolher prefeitos e vices, será logo no dia 30.

Em Cajamar, não há segundo turno, pois o município tem menos de 200 mil eleitores.


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.