Newton Ishii ficou conhecido por chefiar a equipe que cumpre as prisões da Operação Lava Jato / Rodolfo Buhrer/Reuters

O agente da PF (Polícia Federal) Newton Ishii – que ficou conhecido com o Japonês da Federal – foi preso nesta manhã de quarta-feira (8) em Curitiba. Ele teve o mandado de prisão expedido pela Vara de Execução Penal Justiça Federal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

A PF afirmou que Ishii foi preso após se apresentar, voluntariamente, e está detido na Superintendência da PF em Curitiba. O caso tramita sob segredo de Justiça.

O policial é réu em uma ação da Operação Sucuri, de 2003, que investigou o esquema – praticado por agentes da PF – que facilitava a entrada de contrabando ilegal no Brasil, através da fronteira com o Paraguai.

Em março, o Superior Tribunal de Justiça negou um recurso de Newton Ishii e outros 14 réus, o que poderia permitir a prisão, já que o entendimento atual do Supremo Tribunal Federal aponta que um réu pode começar a cumprir pena após o caso ser julgado em segunda instância.

O Japonês da Federal ficou conhecido nacionalmente por ser o responsável por chefiar a equipe que cumpre as prisões da Operação Lava Jato.

 


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.