Moradores reclamam da demora no atendimento e da superlotação dos postos. Segundo relatos, pacientes esperam há meses por exames.

Reportagem: Kauãn Berto/ Diário Cajamarenseredacao@diariocajamarense.net

Muitas são as reclamações de quem depende da saúde pública em Cajamar. Nos postos de saúde, a falta de profissionais e de medicamentos complica a vida de muitos moradores, que precisam buscar ajuda nas cidades vizinhas ou pagar pelo atendimento.

Muitos pacientes da Unidade de Pronto Atendimento de Jordanésia reclamam da dificuldade para marcar consultas. Alguns chegam de madrugada para agendar horário, e quando conseguem, precisam remarcar o atendimento por causa de erros dos funcionários do posto.

Uma usuária da Unidade Básica de Saúde do Parque São Roberto, em Jordanésia, que preferiu não se identificar, conta que sua mãe realizou o agendamento da consulta no ano passado e descobriu que a consulta tinha mudado pra hoje (08), mais assim que chegou no local, foi surpreendida com a notícia que o médico só atendia de manhã.

“Minha mãe marcou consulta ano passado aí ontem foi na UBS do Parque São Roberto pra devida consulta e descobriu que a consulta tinha mudado pra hoje e as funcionárias nem ligaram pra ela pra avisar sobre a mudança, aí a coitada mais uma vez perde seu tempo e vai hoje pra ser atendida e descobre que o médico só atende de manhã e não no horário que ela estava marcada e mais uma vez as funcionárias não avisou ela só quando ela chegou lá novamente pra ser atendida …. Falta de respeito com a população e falta de competência dos profissionais!”

12966426_796560910488869_406703752_nUPA DE JORDANÉSIA 

Jheniffer Oliveira relatou o que passou ao longo do seu dia no UPA de Jordanésia. Veja:

“E na terça-feira dia 05/04/2016 passei um sufoco no UPA cheguei lá era 13:30 da tarde e só fui atendida 15hrs detalhe minha senha era 418 e estava na 415 quando cheguei. Pois bem fui e fiz a triagem que a menina faz igual o nariz dela Pq não afere a pressão não pergunta se o paciente é portador de alguma doença como diabetes ou hipertensão, só pergunta o que estamos sentindo e libera. Voltei pra recepção e fiquei horas lá tudo Pq eles separaram as fichas em ímpar e par sendo que só tinha um médico atendendo pois o outro estava na emergência , ou seja se tem apenas um médico atendendo deve ser por ordem de chegada e classificação de risco. Chegou na senha 435 e eu ainda não tinha sido atendida pois minha ficha e de outras pessoas de número par estava na sala onde não tinha médico. Perguntei se as moças poderiam entregar as fichas pro outro médico e simplesmente elas disse que não podia fazer isso. Fiquei indignada esperando, quando finalmente fui atendida simplesmente não tinha nenhum medicamento nem voltaren nem bezetacil nada o médico ficou pasmo. E esse problema e a demora toda poderia ser resolvida se algum funcionário tivesse tomado a devida providência. Mas não eles preferem ficar lá sentados vendo o povo passar sufoco com crianças idosos grávidas enfim.”

HOSPITAL REGIONAL 

O mesmo problema acontece no Hospital Municipal Enfermeiro Antonio Policarpo de Oliveira, no Polvilho, a demora no atendimento é a principal reclamação dos pacientes que utilizam a unidade. Segundo a leitora Fabiana Renato, ela contou que levou sua filha ao hospital na última quarta-feira (06) e se deparou com uma situação desagradável. Veja:

“Levei minha filha no Hospital Regional parte infantil …na noite de quarta feira ….Um atendimento precário demorado …. Crianças com febre dor chorando ….logo chegou um médico de outro País mal entendia o que ele falava …tratamento seco ….passou remédio aí no final perguntei o que minha filha tem?? Garganta e gripe ..Banheiro sem papel higiênico e sabonete muito mesmo álcool em gel em pleno surto de H1N1 …Um absurdo !!!!”

DOIS LADOS

Tentamos entrar em contato com  a Prefeitura para esclarecer os fatos relatados pelos pacientes mais até o momento desta publicação não obtivemos respostas. Qualquer dúvida ou informação entrar em contato pelo e-mail redacao@diariocajamarense.net


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.