Os horários críticos são no início da manhã e no fim da tarde, quando ocorre a troca de turno nas empresas.

Reportagem: Ricardo Rodrigues/eCAJAMAR – redacao@ecajamar.com.br

Cerca de 300 trabalhadores arriscam a vida diariamente em Cajamar ao atravessar uma pequena extensão da rodovia Anhanguera (SP-330) para ir ao trabalho.

São ciclistas e pedestres que cruzam a via em um local onde os carros passam a uma velocidade média de 40 km quilômetros por hora. Os horários críticos são no início da manhã e no fim da tarde, quando ocorre a troca de turno nas empresas.

A maioria das pessoas trabalha em empresas instaladas em um parque logístico na sede da Marabraz, o maior empregador de Cajamar nos últimos anos. As empresas instaladas neste pólo ficam à margem direita da SP-330, no acesso de entrada para a cidade, na pista capital-interior na altura do Km 38.

Os trabalhadores aproveitam o acesso da Avenida Jordano Mendes com a rodovia para seguir o caminho ao trabalho, uma das poucas opções oferecidas na região. Eles improvisam uma passagem sobre uma rotatória no complexo viário Elpídio dos Santos na saída da rodovia Edgar Máximo Zambotto. O trajeto entre a rotatória e o parque logístico fica cerca de 600 metros.

Robson da Silva, 25 anos, se arrisca todos os dias para poder ir trabalhar. Segundo o operador de logística, o local é muito perigoso. “Não temos opção, o local é inseguro e os motoristas não respeitam a nossa travessia”, afirmou Silva.

O leitor João Paulo Falcão, procurou a redação do eCAJAMAR  e solicitou  uma ajuda para que o órgão responsável pelo trânsito tome uma providencia e sinalize as vias. “Gostaria que vocês nos ajudassem a alertar o órgão responsável para que eles sinalizem com faixa de pedestres o local”, pediu Falcão.

A reportagem do Portal eCAJAMAR procurou a concessionária que administra a rodovia Anhanguera. Em nota a AutoBAn informou que, de acordo com portaria do DER, a implantação de elementos de sinalização para travessia de pedestres é de responsabilidade do pólo gerador de tráfego, ou seja, das empresas instaladas próximas ao local.

“Caso essas empresas tenham sugestão de projeto para essa sinalização, devem encaminhá-lo à CCR AutoBAn, que fará análise e encaminhará para aprovação junto à Artesp, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo”, informou a concessionária.

A redação do Portal eCAJAMAR, entrou contato com a empresa responsável pelo parque logístico, para verificar se há algum estudo por parte das empresas instaladas nesta região, mas até o momento não tivemos retorno.

O Portal eCAJAMAR, também procurou a Diretoria de Trânsito de Cajamar, que informou que mantém os serviços de sinalização por toda a cidade e que irá sinalizar a Avenida Jordano Mendes, próximo a rotatória.

Risco

Em dias de muito trânsito, agentes do 4º Batalhão da Polícia Rodoviária, que comanda uma base operacional de na região de Cajamar, auxiliam o trafego de veículos no local trazendo mais segurança aos trabalhadores.

O ponto é considerado pela polícia como um local de risco, onde ciclistas e pedestres dividem a via de acesso rápido com os automóveis, motos e caminhões.

“Não podemos impedir que eles passem pela rodovia para ir trabalhar, mas temos que ao menos deixá-los conscientes do perigo e fazer com que todos tomem o maior cuidado possível para evitar uma tragédia”, disse o tenente Lourival da Silva Júnior, comandante do pelotão.

 

 


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.