Em meio da crise nacional, Várzea Paulista está gerando empregos. Nos últimos meses, foi confirmada a chegada de três novos empreendimentos à cidade, que vão gerar, juntos, mais de 430 postos de trabalho. Os feitos garantem a perspectiva de avanços econômicos à cidade. “Várzea Paulista tem um viés de esperança, vai ficar melhor”, vislumbra o prefeito Juvenal Rossi.

O supermercado atacadista Alta Rotação está em funcionamento na avenida Sorocaba, Jardim Paulista, desde dezembro do ano passado, gerando 120 empregos diretos. De acordo com Edilberto Vieira, gerente administrativo-financeiro do atacadista, a escolha por instalar uma unidade do Alta Rotação em Várzea Paulista foi devida ao desenvolvimento da região. “Os proprietários conhecem a cidade e sabem de seu potencial”, diz.

O prefeito ressalta a importância de novas empresas se instalarem na cidade. “Várzea Paulista tem mão de obra qualificada e consumidores com bom poder aquisitivo. Todo empreendimento que gere empregos é muito bem vindo”, afirma Juvenal.

As obras de instalação da empresa Ceslog, do grupo Cesari Complexo Logístico, estão a todo vapor no bairro Ponte Seca. A vinda da empresa de logística, que deverá se instalar definitivamente na cidade em abril, vai gerar mais de 100 empregos para Várzea Paulista.

O gerente de obras responsável pelo empreendimento, Fernando Latrova, destaca o respaldo dado pelo poder público, para a rápida viabilização de toda a documentação. “Tudo já foi liberado”, conta.“A Prefeitura tem colaborado muito. Se todas as prefeituras fossem assim, seria bom”.

Algo também destacado pelos técnicos da empresa foi o conhecimento do projeto do Viaduto da Ponte Seca, que facilitará o transporte das cargas, sem sobrecarregar o centro da cidade. Uma outra intervenção será o asfaltamento e colocação de guias, nos próximos dias, em um trecho da Rua Manoel Dias Ruivo, uma das vias de acesso à construção da Prefeitura.

A construção de uma loja da rede Boa Supermercados está na fase de acabamento, para que a unidade seja inaugurada em março, no centro da cidade e gere 210 empregos diretos. Os trabalhos estão na fase de acabamento, além de pequenos reparos, como a finalização de uma parede interna. Além do piso térreo, a edificação contará com um primeiro andar, utilizado para os serviços administrativos, além de outros espaços.

Como acesso ao supermercado, haverá uma nova via, paralela à Avenida Bertioga. O parque linear permitirá que as águas da chuva sejam melhor absorvidas pelo solo local. O prefeito pondera que a vinda do novo estabelecimento representa um avanço para a cidade. “É necessário incentivar esse tipo de empreendimento”, diz Juvenal.

Fonte: Jundiaí Notícias


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.