- publicidade -  

A pedido do Ministério Público a Justiça prendeu pelo menos quatro agentes da Guarda Municipal de Cajamar na manhã desta sexta-feira (23), na sede da corporação localizada no Distrito de Jordanésia. Eles são suspeitos de atuar em associação ao tráfico e o MP apura denúncias de desvios de cargas roubadas.

O caso vinha sendo mantido em sigilo e foi mobilizada a Força Tática da cidade de Guarulhos para fazer as prisões, a fim de evitar o vazamento de informações. Logo cedo as viaturas chegaram na sede da Guarda e fecharam o quartel, procurando os acusados de atuarem para o crime organizado.

Depois de identificados os guardas e detidos, foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil de Jordanésia, para elaboração de boletim de ocorrência e demais medidas judiciárias.

Outras equipes de policiais receberam a missão de cumprir mandados de buscas e apreensões nas casas dos envolvidos.

O alto escalão da Polícia Militar de Guarulhos foi o responsável pela operação e participou da ação para que não houvesse um mal estar entre a PM de Cajamar e a GCM.

Os nomes dos guardas municipais detidos não foram divulgados. Os guardas que trabalham honestamente na corporação elogiaram a ação e disseram que os criminosos “vestidos de farda devem ser excluídos da corporação”.

De acordo com informações extra-oficiais o trabalho de investigação teve início há quatro meses.

Atualizado às 13h40


COMENTE ABAIXO

Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.